quarta-feira, 3 de agosto de 2011

QUEM É VIVO... SEMPRE APARECE! (1)

Lá diz o ditado português. Este ano tive a agradável surpresa de 40 anos passados falar com dois companheiros de tropa. O Branca do Rosário e o Sardinha da 2758.
Quanto ao Branca do Rosário foi muito engraçado, pois foi através da esposa dele que o contacto foi efectuado. Depois de umas tentativas de pesquisa sobre o BCaç3843, eis que acertam no alvo e dá de caras com o Blog. Imagino a surpresa. Daí a contactarem-me foi um passo. Claro que entrei de imediato em contacto com o Branca do Rosário e estivemos à conversa durante mais de 30 minutos. Está em Évora. Depois dos abraços, ficou a promessa que para o ano irá ao nosso encontro, onde ele fôr.


Quanto ao Sardinha, a situação foi diferente.
Estava eu muito bem repimpado ao sol, deitado na minha toalha azul escura, quando toca o telefone (está sempre ligado). A pessoa do outro lado começou por perguntar se eu tinha estado em Chipera, etc, etc. e se conhecia um tal Sardinha, de que falo num dos posts no Blog.
Claro que depois desta conversa toda fiquei a saber quem era a pessoa. Tratava-se de um ex camarada, que também tinha estado em Chipera e que fazia parta de uma compamhia que nos tinha ido render.
Como ainda está ao serviço e tem possibilidade de localização de pessoas, depressa encontrou o Sardinha.
Após confirmação com o próprio, telefona-me e diz-me que tinha encontrado o Sardinha e se eu queria falar com ele? Foi com enorme alegria que telefonei depois ao meu amigo Sardinha, que está em Lisboa e claro estivémos na conversa, bastante tempo. Ficou no ar um encontro, pois Lisboa é aqui ao lado.

Sem comentários:

Enviar um comentário

O BCaç 3843 agradece o comentário.